3.5.13

Estou aqui mais uma vez de volta com as minhas lamentações. Exausta. Cansada de viver no meio de tanta loucura. Loucura doentia. Sinto-me uma bomba, das atómicas. Não vejo ninguém que expluda e diga tanto as coisas que pensa como eu. Digo tudo o que penso que as pessoas mereçam ouvir. É a verdade que querem, é a verdade que vos dou talvez até com ironia.
Todos fazem o que querem. Eu também quero. Dizem-me que quero tudo à minha maneira mas no entanto vivo a fazer favores aos outros. Vivo a ser amiga daqueles que não me retribuem a amizade. Isto porque realmente eu sou uma estúpida. Aos vossos olhos e aos meus até. Sou uma estúpida por me importar demasiado. Estúpida por sentir saudades daquilo que é óbvio que iria sentir saudades, mas não devia. Sou uma estúpida num estúpido mundo e ninguém pode fazer nada porque eu não vou mudar. Vou continuar a dizer as verdades que merecem ser ouvidas pois há tanta coisa que muita gente devia ouvir.

2 comentários:

Jun disse...

Que se passa doce?

Luna disse...

e poderia ter sido eu a escrever este texto