6.5.13

Eu não sei, tu não sabes e ninguém sabe o que se passa comigo.. Sinto-me uma estranha. O que se passou comigo? Boa pergunta. Parte de mim morreu para o mundo, o meu psicológico invernou em plena primavera e eu não sei como o despertar. Estou exausta, exausta de querer aquilo que ao mesmo tempo não quero, mas que devia querer e não devia ao mesmo tempo. É uma confusão mas decidi que quero continuar, talvez pelo fato de a minha mãe já ter dito não e eu ser um pouco, muito, do contra. 
Não sei o que sinto. Saudade. Solidão. Tristeza. Nada e nada de nado.

24 comentários:

nês disse...

r: ser até era, mas se os problemas são nossos nós é que temos que os resolver e não ficar a espera que os outros os resolvam...

han disse...

oh wendy, que a tempestade que te assalta os pensamentos cesse.

Jun disse...

Muito obrigada doce! Muito obrigada! Mas eu também não ando aqui...

nês disse...

r: isso mesmo minha querida, palavras bem ditas e maravilhosas!

nês disse...

r: o mais provável é que isso não aconteça, mas muito obrigada pela força na mesma!

Gabriela. disse...

muito obrigada querida, a serio, digo-te o mesmo*

Jun disse...

É verdade!!

Inês disse...

essa incerteza há-de cessar. desabafa comigo, querida wendy, limpa essa alma tão doce que carregas ao peito. adorei ler-te. sigo.

Inês disse...

oh. só tu sabes o melhor para ti, não chores. tenho o meu e-mail no blog se precisares. quero-te bem. visita o meu blog de escrita, é mais parecido com este teu e adorava saber uma opinião tua.

Inês disse...

claro que é meu. muito obrigada. espero que fiques bem, que te encontres.

Rute Neves disse...

querida, se precisares de desabafar estou aqui.

Gabriela. disse...

obrigada (:

sam disse...

é sim

mary disse...

Oh és sempre um amor. Eu também me ausento sempre um pouco e peço desculpa por isso.
Sorri querida, sorri!

nês disse...

r: se tu acreditares que é mesmo preciso mudar e que vai ser melhor para ti, as coisas tornam-se mais simples e assim consegues aceitar melhor o facto que há coisas em ti que têm de ser mudadas para o teu bem acima de tudo! Mudanças não significa começar do zero ou fazer algo extravagante que vai alterar tudo que até te pode tornar numa pessoa completamente fora de ti, não é nada disso, mudança é mudar pequenas coisas em ti, é apenas melhorar pequenos pontos luzentes da tua pessoa...

nês disse...

r: mas isso foi uma mudança involuntária, mudaste sem dares conta do que estava acontecer, para que isso passe tens de aceitar os factos, para que a mudança seja boa e te faça bem tens de a querer como se foce algo muito importante na tua vida! Só assim se conseguirá uma mudança, só assim é que se pode considerar que mudaste, porque isso que te aconteceu não é bem uma mudança isso é a proteção a falar mais alto, a maneira que a tua alma arranjou de se defender e como tu sabes que a tua alma procede assim é por isso que te sentes mudada, mas estás, tu continuas a mesma, mas mais calculosa, não porque tu queres, mas sim porque a tua mente pede e exige!

Rute Neves disse...

que desporto praticavas querida?!
se calhar isso vai ter efeito contrário e em vez de te acalmar vai-te deixar com saudades :(

nês disse...

r: ajudar ajuda, mas não por completo, porque ajuda-te numas coisas e noutras ajuda mas a magoar e é isso que não é bom, por isso é que eu digo que mudanças devem haver, mas somente aquelas que nos fazem bem!

cláuu. disse...

obrigada :)

Rute Neves disse...

e será que a tua mãe achava que te fazia mal andares nesse desporto?

Diana S. disse...

pois linda, tambem eu.

emma disse...

muito obrgada!

Rute Neves disse...

e se falares com ela não a consegues convencer querda?

Diana S. disse...

esperemos mesmo que sim