24.11.13

Tem dias que a saudade me bate à porta capaz de a levar à frente. Tenho saudades de trazer-te cá para casa, das nossas chamadas a todos os segundos e das nossas saídas. Na semana passada a saudade bateu-me à porta de tal maneira que me apeteceu convidar-te para sair. Para ir-mos sentir o frio pelas ruas, juntas, como antes. Apeteceu-me sentar-me no passadiço contigo e contar-te tudo aquilo que tu não tens assistido. Porque tu sempre estives-te lá para me ouvires e eu sempre estive aí para ti. 
Tantas saudades, mas tantas mesmo, pois nunca na vida tive uma amiga assim. Tão disponível para mim e fiel a mim. Talvez não volte a encontrar uma amiga assim.
Sou fraca por ser assim, capaz de escrever assim. Escrever tão bem sobre ti, sobre a maravilhosa amizade que tinha-mos antes. Tu bem sabes o que se passou, melhor que eu, melhor que ninguém.
Tudo se foi, toda a nossa amizade caiu sobre terra. Traís-te a minha amizade. Nada me foi mais doloroso que isso. Perdi-te por opção tua. Deitas-te tudo a perder por um momento com ele. Como se não soubesses o que eu sentia por ele. Mas não vamos fugir à conversa.
Mas que conversa? Estou aqui a falar no vazio sobre as minhas fraquezas e a raiva que eu senti voltou a estragar os nossos momentos. Chega de falar de ti por mais uns longos tempos. 
Talvez um dia nos encontre-mos, talvez um dia volte-mos mesmo a sair juntas, talvez um dia me acendas um cigarro e me ouças de novo e lá estarei eu de novo para te ouvir. Até lá a raiva voltará sempre, se é que um dia deixará de voltar. Até lá Jane.


11 comentários:

Bárbara Cunha disse...

Oww é mesmo mau quando a pessoa em quem mais confiamos trai a nossa amizade. E o pior é que o que sentimos por essas pessoas não desaparece e a raiva que sentimos permanece e é mesmo difícil conviver com esses dois sentimentos tão distintos. Percebo-te querida, boa sorte :/

claire disse...

pergunto-me se já não terei encontrado. mas as coisas são muito complicadas. mas talvez tenhas razão querida:)

claire disse...

obrigada querida,assim espero!

sam disse...

obrigada querida

disse...

tens uma escrita doce, e não posso deixar de notar a nostalgia que deixas presa nas palavras. espero que te consigas encontrar de novo, a ti e a quem, tão delicadamente escreves com essa saudade delirante. um beijinho e um grande obrigada

Joaninha disse...

o que aconteçeu ao "amigo especial" wendy? vais ver que a "jane" vai sentir a tua falta, ou vai perceber o quanto tu és especial e vai querer te de volta

wendy disse...

Joaninha, o amigo especial tornou-se não só em amigo mas já se foi. Estar comigo muito tempo deve ser difícil. Quanto à Jane, já lá vão quase dois anos duvido que se dê ao trabalho de tentar

Joaninha disse...

nao podes ser negativa :s vais ver que tudo melhora , tens a certeza que o amigo especial se foi? as vezes enganamo nos, ja me aconteçeu algo pareçido, um amigo meu e eu afastamo nos mas eu percebi que precisava dele e ele de mim,e agora namoramos apesar de tudo. beijinho

wendy disse...

Não se trata de ser negativa é ele já namora com uma pessoa desde o verão. Infelizmente, deixei-o ir s:

Joaninha disse...

own :c desculpa entao tar a falar disso

wendy disse...

Não tem mal nenhum. A vida continua para todos