20.10.12

voltei a ver-lo

a verdade é que eu estava ali com receio que apareceres, com vontade de te ver, com nojo de sentir a tua presença. tornaste-te alguém que eu tanto odeio mas que no fundo tenho medo de algo que eu nem sei o que. sinto que tenho de te ver para ter a certeza de que tu ainda existes e a verdade é que ainda existes mesmo. 
ali estava eu deitada no carro, deitada, a ouvir musica e a tentar desvendar o mistério que era saber se tu irias passar por ali e quando pensei que não te ia ver, quando pensei que quando ali passasses seria tarde de mais, tu simplesmente surpreendeste-me e surgis-te de passagem, mesmo ali junto fingindo que não me tinhas visto mas eu sei que viste. sei que passas-te com aquele teu feitio de se achar superior a tudo e todos, sei que passas-te e que querias que eu te visse e tu ainda achas que eu não te resisto não é ? pois eu sei que pensas assim.
não te vi o rosto, mas eu sei que eras tu já te conheço tão bem e por isso sei que és uma merda e que te odeio apesar de te querer ver. odeio-te

12 comentários:

Tiz disse...

Há pessoas que não nos merecem. Há pessoas que nos deixam nojo.. Há pessoas que nem o nosso olhar deveriam de ter.
Es forte! estrei aqui

cher disse...

não, é porque é realmente complicado :o

LEAH disse...

tens aí um oceano de sentimentos minha querida*
adorei ler-te, vou ficar por cá

cher disse...

oh, sei lá...

LEAH disse...

obrigada minha querida*

cher disse...

oh, eu aguento-me, wendy, sempre me aguentei, sempre me aguentarei (:

Tiz disse...

De nada, sempre que precisares já sabes :)

Joo disse...

Força!

Aurora disse...

quero-te bem <3

cher disse...

oh, não te preocupes (:

Ivy disse...

escreves lindamente

Aurora disse...

não tens de quê :)